08 set

20 Dúvidas comuns da gestante

69

Estar grávida é uma dádiva, um momento único que a mulher passa. Porém, é também um momento onde temos muitas dúvidas e que muitas vezes não temos coragem de sair perguntando.

Principalmente as marinheiras de primeira viagem ficam com a cabeça cheia de perguntas e que buscam essas respostas. Eu tinha várias dúvidas, sobre tudo o que envolve a gestação e sei que muitas também têm essas dúvidas comuns.

Por isso, reuni as vinte perguntas mais frequentes sobre a gestação para ajudar vocês gravidinhas que estão esperando seu grande milagre.

1- É normal sangrar durante o início da gestação?

No começo da gravidez ocorre a nidação, que é quando o embrião fixa no endométrio, podendo causar o sangramento. Não são todas as mulheres que terão esse sangramento: cerca de 20% das gestantes relatam esse sintoma. Porém, se perceber que esse sangramento é intenso e acompanhado de outros sintomas, não hesite em procurar o obstetra.

shutterstock_148209599-680x283

2- Relação sexual durante a gestação pode fazer mal ao bebê?

O sexo pode ser muito bem-vindo ao casal. Se a gestação não for classificada pelo seu médico como sendo de risco, é perfeitamente seguro continuar tendo relações sexuais durante a gravidez. Devido ao aumento do fluxo sanguíneo na pélvis, útero, vagina e clitóris, pode aumentar consideravelmente o prazer da mulher. O que acontece é que alguns casais não se sentem à vontade em terem relações sexuais após um certo período devido ao tamanho da barriga, por exemplo. Se não for esse seu caso, procure uma posição que se sinta mais confortável e seja feliz. Uma curiosidade: o esperma estimula as contrações (dica boa para quem está tentando o parto normal).

3- É normal perder o interesse sexual durante a gravidez?

A eventual falta de interesse sexual acontece como uma resposta natural do corpo da mulher diante uma nova situação: hormônios em abundância, ansiedade do casal em relação à saúde do bebê, dificuldade de achar uma posição confortável em razão da barriga grande e até mesmo o psicológico tanto do homem quanto da mulher em relação ao novo corpo pode explicar esse desinteresse.

4- Quando vou sentir o bebê se mexer dentro da barriga?

Quando se está gravida, principalmente se for a primeira vez, não vemos a hora de poder começar a sentir os primeiros movimentos do bebê. Gestantes de primeira viagem costumam sentir os movimentos fetais a partir da metade da gestação, ou seja, por volta de 20 semanas (ou quatro meses e meio). Nas mais experientes, esses movimentos costumam ser percebidos antes, por volta do quarto mês de gravidez.

 5- Como calculo a semana de gestação?

Sempre ouvimos que a gestação dura 9 meses, mas assustamos quando nos perguntam de quantas semanas estamos, não é mesmo? Para descobrir a semana de gestação, basta fazer a contagem a partir da última menstruação considerando que a gravidez tem 280 dias ou 40 semanas. Sim, quando acontece a fecundação, já “estamos grávidas” de duas semanas. Mas preste atenção: não misture o cálculo das semanas com o dos meses. Isso porque quatro semanas tem 28 dias, não um mês.

controlar-peso-durante-gestaçao2

6- Quantos quilos a grávida pode engordar?

O ideal é que a futura mamãe não ultrapasse o seu IMC (Índice de Massa Corpórea), podendo ter variações de peso para um pouco mais ou um pouco menos. Engordar entre 10 a 12 quilos é o esperado (e recomendado) durante a gestação.

7- Porque grávida tem desejo de comer coisas estranhas?

Nem todas as mulheres apresentam essas modificações no paladar. Porém, as alterações hormonais podem desencadear o desejo por comidas estranhas. A prolactina e a progesterona são os hormônios responsáveis pela alteração do apetite feminino e a mudança do pH da boca, levando a gestante consumir alimentos que antes não gostava, não mais comer suas comidas preferidas ou mesmo experimentar sabores estranhos, como milk shake com maionese. E não se preocupem papais: se sua mulher não o consumir, o bebê não nascerá com cara de manga com leite por exemplo.

8- É verdade que grávida faz mais xixi?

Sim, é verdade. No começo da gestação, em razão do aumento do hormônio progesterona, faz com que a mulher sinta mais necessidade de ir ao banheiro. Já após o segundo trimestre, a compressão do útero sobre a bexiga faz com que diminua a sua capacidade de armazenar urina, fazendo com que as visitas ao banheiro sejam constantes.

9- É verdade que um bebê que nasce aos oito meses corre mais risco que o bebê que nasce de sete meses?

Não, isso é crendice popular. A maturidade pulmonar do feto aumenta progressivamente, semana após semana. Assim, quanto mais próximo ao final da gestação menor serão os riscos para o bebê.

remedios-na-gravidez

10- É normal sentir mais dor de cabeça durante a gestação?

É comum as gestantes apresentarem dores de cabeça, principalmente quando já apresentava enxaqueca antes de engravidar. No final da gestação a dor de cabeça deve ser avaliada com cuidado, pois pode ser sinal de hipertensão. Mas cuidado com a automedicação: os órgãos do bebê são formados entre a sexta e oitava semana, precisando ser criteriosa quanto ao uso de medicamentos nessa fase. O melhor é consultar o médico para prescrever algo seguro para melhora as dores.

11 – É normal a grávida ter mais gazes?

Na gestação o hormônio da progesterona relaxa os tecidos do corpo, diminui os movimentos peristálticos no intestino que, consequentemente, aumenta os gazes e a constipação intestinal. Para ajudar, deixe de lado alguns alimentos que são mais causadores de gazes e desconforto gástrico, como: feijão, ervilha, brócoles, couve-flor, repolho e cebola. Fazer pequenas refeições ao longo do dia, evitar bebidas gazosas, mastigar devagar e não falar enquanto estiver comendo são outras dicas para evitar gazes.

12- Qualquer mulher pode sofrer de depressão pós-parto?

Não há uma comprovação científica, mas na maioria dos casos já há uma pré-disposição. Muitas vezes a mulher já tem uma tendência à depressão e que nunca foi investigada e acompanhada. O estresse e complicações durante a gravidez e no pós-parto podem interferir no quadro. Ainda não está provado que a tristeza da mãe possa afetar diretamente o feto, mas uma pessoa triste e depressiva não se alimenta e não dorme corretamente, podendo gerar prejuízos ao bebê. Se estiver percebendo uma melancolia persistente, o melhor é procurar ajuda psicológica.

alimentacao-na-gestacao-10

13- Como deve ser a alimentação da gestante?

A alimentação deve ser balanceada e não caia no mito de que a grávida tem que comer por dois. A gestante, em média, consome 300 calorias a mais que uma pessoa comum. O ideal é comer pouco várias vezes ao dia. Frutas, verduras, carnes e cereais devem fazer parte do cardápio, além de aumentar a ingestação de líquidos (de um a dois litros de água por dia), afinal o seu corpo está trabalhando a todo ritmo para gerar uma nova vida. Massas, doces, guloseimas, bebidas gasosas e álcool devem ficar de fora. No geral, a grávida pode comer quase tudo, porém alguns alimentos ela precisa evitar nessa fase, como: peixes e frutos do mar crú (como o sushi), queijos de casca branca (como brie e camembert) e queijos com fungos (como gorgonzola e roquefort), qualquer tipo de carne crua ou mal passada e bife de fígado e miudos.

14- Pode tingir os cabelos?

No primeiro trimestre da gestação é uma fase crítica de formação do feto. As tinturas, mesmo sem amônia na composição, somente podem ser usadas a partir do quarto mês, devido ao fato de não saber ao certo se elas podem ser absorvidas pelo couro cabeludo da mãe. Essa ressalva vale também para escova progressiva, alisamentos e permantes, que ficam proibidos durante toda a gravidez. Como eu tinha muito medo, optei em não fazer nada no cabelo durante esse período.

15- E descolorir os pêlos do corpo? Pode?

O melhor é evitar enquanto estiver grávida, pois não há garantias de que as substâncias químicas usadas no processo irá ou não penetrar na pele, oferecendo riscos ao bebê. Outra justificativa é que o organismo está mais sensível e propenso à irritações e alergias.

Grávidas-podem-tomar-banho-de-água-quente

16- Posso tomar banho de banheira?

Desde que a água esteja morna, não ultrapassando 38 graus, não há problema. Banhos de imersão muito quentes não são recomendados. No primeiro trimestre de gestação, a hipertermia (ou excesso de calor) pode causar malformações no feto, já a partir do segundo trimestre é normal a pressão arterial da gestante cair, sendo que ambiente muito quente contribui para uma queda mais acentuada, ocasionando desmaios e diminuição do fluxo de sangue para o feto.

17- Grávida pode fazer tratamento dentário?

Não só pode, como deve fazer em caso de problema nos dentes ou gengiva. Doenças bucais são associadas a parto prematuro e nascimento de bebês com baixo peso. Existem anestesias apropriadas para gestantes, que são mais seguras por não conter substâncias que provocam o estreitamento dos vasos sanguineos, presentes nas anestesias comuns.

18- Posso dirigir? E usar cinto de segurança?

Se sua gestação não é considerada de risco, você poderá exercer suas funções diárias normalmente, isso inclui dirigir. Caso seu carro possua sistema de air-bag, cuidados são necessários e o recomendado é a desinstalação. O uso do cinto de segurança é de extrema importância. Ajuste-o por cima dos ombros mas que não pegue no pescoço e apoiado nos ossos dos quadris, embaixo do abdomem, para caso de uma freiada brusca não apertar a barriga e causar danos ao bebê.

19- Posso andar a cavalo?

Os riscos de cair do cavalo são grandes, aumentando assim a possibilidade de um aborto espontâneo. Não é aconselhado pois, mesmo estando habituada, durante a gestação o peso vai progredindo, deixando os movimentos mais lentos e sem o devido reflexo para uma situação inesperada.

gravida-aviao-dicademae

20- E viajar de avião? Pode?

A gestante pode viajar de avião com algumas ressalvas: sentar-se numa posição confortável, levantando para andar a cada hora, tomando bastante líquido e visitar frequentemente o banheiro (valendo para quem viaja de carro também). Algumas companhias aéreas restringem as gestantes entre 28 e 36 semanas de viajar devido ao risco de um parto prematuro. Em todo caso, se há necessidade de viajar nesse período, solicite ao seu médico uma autorização e verifique se a companhia na qual irá viajar exige algum documento a mais.

As dúvidas das gestantes são inúmeras, afinal esse é um período em que tudo é novo e desconhecido, mesmo para aquelas que são mais “experientes”. Se você tem uma dúvida que não encontrou por aqui, pode deixar nos comentários para podermos responder.

 

 

IMG_2601

Esse post faz parte de um projeto muito legal que mães, amigas e blogueiras se uniram para trazer mais informações para vocês, que é a Blogagem Coletiva Materinsta. Para acompanhar mais postagens sobre esse mesmo tema, que valem muito a pena ser conferidos, basta clicar nos links abaixo para ser redirecionados. Nos acompanhe que tem muita informação e novidades.

Tânia Santos  – Blog Ser Mãe
Jaqueline – Mães Apaixonadas
Vivi Maieski – Blog BabyLo
Josi Gama – Agora Somos Pais
Luciana Emely – Recém Mãe
Mariana Teixeira – Vamos Mamães
Roberta Duarte – Amigas e Mães
Maria Valdirene – Mamafante
Vitória Aparecida – Mamãe e Papai do Nathan
Nathalia Pádua – Eu Mãe de Dois
Mila Miranda – Mundo da Mãe

Um Beijo

Lu

Eu tive a maioria dessas dúvidas e mesmo sabendo das respostar ficava com medo rs

Luciana Emely disse:

Eu também era assim. Bjos

Nossa ótimo post Lu, tinha muitas dúvidas, o do avião o médico liberou e mesmo assim não viajei ????.
Beijos
Mari

Luciana Emely disse:

Eu viajei de avião com autorização médica. Foi um pouco tranquilo, mas tive muito inchaço. Bjos Mari

Adorei o Post . Aqui tbm preferi não fazer nenhum tratamentos químico, não tive vontade estranhas, melhorei a alimentação e só engordei 9 kg…
Vou depois com calma conferir os outros posts do projeto.

Bjs Mi Gobbato @espacodasmamaes

Luciana Emely disse:

Confere sim Mi, está maravilhoso. Beijos

Ludmila disse:

Nossa quanta dúvidas nos temos! Acho que tive todas elas ou pelo menos a maioria! Kkk adorei Lu!

Luciana Emely disse:

Realmente Mila, é um momento que gera muitas dúvidas. Beijos

roberta disse:

O que a gente mais tem é dúvida ne´???

Ótimo post!!! Perguntas e respostas muito bacanas, acredito que o máximo de informação ainda mais nessa hora é primodial, post para guardar e mandar para futuras novas mamães!

Luciana Emely disse:

Informação é tudo. Brigada. Bjos

Pauleni Gomes disse:

Essas.foram todas as minhas duvidas durante a minha gravidez. Super completo o post.

Nossasaogemeos.blogspot.com.br

Bjs

Luciana Emely disse:

Muito obrigada. Super beijo

Ótimas questões, eu era cheia de dúvidas, e os blogs como o teu sempre me ajudaram muito!!!
Beijos

Luciana Emely disse:

Que bom, fico muito feliz. Bjos

Louise disse:

Muito informativo o post, eu mesma, grávida tinha muitas dúvidas e busquei posts como esses para me orientar!

Luciana Emely disse:

Eu também recorri muito a esse tipo de postagem. Brigada. Bjos

Claudia Bins disse:

Muito legal, adorei o post e as informações. Vou encaminhar às amigas gravidinhas ;-).

Beijos
@AsPasseadeiras

Nossa, eu tinha muitas dúvidas! Anotava tudo num caderninho e levava para minha obstetra, enlouquecia ela com perguntas! Amei seu post! Bjokas
Val
http://www.mamafante.com.br

Luciana Emely disse:

Realmente são muitas dúvidas. Bjos

Alê Nunes disse:

Muito legal quando a gene se une para dar mais informações, ainda mais informações preciosas como essas, parabéns!
bj,
Alê

Luciana Emely disse:

Muito obrigada querida. Bjos

fanny disse:

Eu tenho enxaqueca no inicio da minha gravidez eu tinha muita dor todos os dias…Tive muita azia, fome e engordei 16 kg!!! Adorei relembrar tudo com essas dicas!! beijos

Luciana Emely disse:

Relembrar foi a melhor parte em fazer esse post. Bjos

Deia Tomaz disse:

Tive várias dessas dúvidas!!!
Post muito completo

Luciana Emely disse:

Todas temos. Brigada. Beijos

@caroleassinhazinhas disse:

Ótimo post! Aliviada por já ter passado pela gravidez! ?❤️?

Luciana Emely disse:

Agora já está preparada para outras gestações. kkkk Bjos

Tania Santos disse:

Amei o post Lu, tudo muito bem abordado. São perguntas mesmo que toda gravidinha de primeira viagem se faz!!

Luciana Emely disse:

Sim, muitas dúvidas kkkk Bjos Brigada

Jacky lima disse:

Tive a maioria dessas dúvidas nas minhas duas gestações! Adorei Lu, quanto mais informações tivermos na gravidez melhor!

Luciana Emely disse:

Com certeza, informação é tudo. Bjos

Deus amado… ainda nem engravidei, mas já tinha metade dessas dúvidas! kkkk Já fiz boa parte dessas perguntas para várias amigas grávidas.
Essa da contagem das semanas, é uma confusão. Sempre me perco! As amigas respondem em semanas e eu fico convertendo em meses… kkk
Adorei o post!!!!!

Luciana Emely disse:

Quando eu não tinha engravidado, sempre tinha essa mesma dúvida. Parece que quando a gente engravida, essa “sabedoria” acompanha o bebê. É incrível como “aprendemos” kkkk Bjos

Vitoria disse:

Ficamos piradinha com o inicio da gestação, não sabia de nada quando engravidei, foi ai que comecei a pesquisar e encontrei os blogs e fóruns que participei, ai criei o blog para falar das minhas experiencias, se não fosse esses sites estaria perdida rsrs
Bjs
mamaenathan.blogspot.com

Luciana Emely disse:

Por isso que sinto essa importância em levar mais conhecimento. Seja bem-vinda e se quiser pode sempre compartilhar suas experiências. Beijos

Fabiana disse:

Ótimo post!! Como mas de primeira viagem tinha inúmeras dúvidas! O post ficou completinho??

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

© 2014-2017 . Todos os direitos reservados ao Blog Recém Mãe| Design Por Luciana Emely